Tereza sai de casa após Delfina passar a perna em José Augusto

As armações de Delfina (Letícia Sabatella) deixarão a vilã cada vez mais sozinha nos próximos capítulos da novela “Tempo de Amar”. A ex-governanta de José Augusto (Tony Ramos) roubará os clientes da Quinta da Carrasqueira e estará comemorando o sucesso de seu plano quando Tereza (Olivia Torres) decidirá abandonar a mãe por não concordar com as atitudes da vilã. Depois que comprou suas terras com o dinheiro do fazendeiro, Delfina não terá com quem dividir a casa e ficará isolada em sua propriedade. As informações são do site “Notícias da TV” e a cena irá ao ar no dia 10.

Mãe e filha desencadearão uma discussão depois de Tereza repreender Delfina por estar se gabando de suas conquistas e acusar a vilã de ter passado a perna em seu pai. “Hoje foi um grande dia para mim, minha filha! Hoje teu pai descobriu que eu o derrotei! Que fechei negócio com os compradores antes dele. Agora, ele terá que bater de porta em porta para tentar vender suas uvas!”, falará Delfina se gabando. “A senhora deu um golpe em meu pai!”, repreenderá Tereza. “Dei, minha filha, dei um golpe muito bem dado! Um golpe de mestra!”, assumirá a ex-amante de José Augusto. “E a senhora nem tem uvas em suas terras! O que vendeu para os ingleses?”, questionará a mulher de Fernão (Jayme Matarazzo), que pedirá para Inácio (Bruno Cabrerizo) procurar o marido no Brasil. “Vendi minha produção futura e vendi para pronta entrega as uvas de vários produtores da região, que antes não tinham acesso aos grandes compradores. Agora, juntos, liderados por mim e com meus contatos, consegui fechar um negócio que deixou a todos muito contentes. Daqui para frente serei eu a comandar as negociações com os compradores. Principalmente os ingleses!”, informará a vilã. “Eu tenho vergonha de ser sua filha”, repreenderá Tereza, que terá o marido agredido por Inácio. “Para com isso!”, mandará Delfina. “Digo e repito: tenho vergonha da senhora!”, teimará a filha. “Chega de faniquito, Tereza! Teu pai está a ter o que merece! Se não queres comemorar comigo, então sai daqui e deixa-me apreciar em paz o doce gosto da vitória!”, reclamará a mãe. “A senhora não deveria ter feito isso com meu pai! A senhora traiu o meu pai!”, apontará Tereza. “Chega, Tereza! Vai despejar os teus queixumes longe daqui!”, ordenará Delfina. A menina, então, decidirá deixar a casa da mãe e fará suas malas.

Tereza pede abrigo para José Augusto

Depois de abandonar Delfina, Tereza baterá na porta de José Augusto para pedir abrigo. “Vim de vez. Trouxe o que era meu. Não coloco mais meus pés lá!”, explicará a irmã de Maria Vitória (Vitória Strada). “Eu sei que tua mãe é capaz de coisas pouco louváveis. Eu mesmo fui vítima de um golpe, de vários golpes, mas ela é tua mãe, Tereza! Não deves deixá-la!”, falará o fazendeiro. “Eu não volto mais para aquela quinta, meu pai! Por favor deixa-me ficar aqui com o senhor! Para sempre!”, pedirá Tereza.

27/02/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *