Tá na Área: escritório americano estuda ação contra a Chape

Tá na Área: escritório americano estuda ação contra a Chape

Mais uma ação será movida contra a Chapecoense, movida por familiares de vítimas. Dessa vez, por um escritório americano. Localizado em Miami, na Flórida, o Podhurst Orseck vai cobrar que o prêmio do seguro pela queda do avião seja efetuado no valor de U$ 300 milhões (cerca de R$ 950 milhões), que é praxe de mercado, e não em U$ 25 milhões (R$ 79 milhões), como anunciado. O escritório afirma já ter assinado com 14 familiares.

“Estamos tentando acessar o contrato de seguro e o contrato firmado entre Chapecoense e a LaMia, mas o clube não mostra. Alega questões de confidencialidade, mas as famílias têm esse direito”, disse ao Blog o advogado Fabiano Emery, representante do escritório americano no Brasil.

Segundo ele, o escritório americano é especializado neste tipo de causa e teria condições de atuar no Brasil pelo fato de a fabricante da aeronave, a British Aerospace, ter modelos em atuação nos Estados Unidos. A inicial, no entanto, ainda não foi movida.

msn

01/04/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *