Quatro são presos por envolvimento no assassinato de professor da Ufal

Daniel Thiele era natural do RS e dava aulas no Instituto de Química. Eles foram indiciados por latrocínio e ocultação de cadáver.

thiele_1700

Quatro suspeitos de envolvimento na morte do professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Daniel Thiele, foram presos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (22), durante uma entrevista coletiva à imprensa na Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O professor desapareceu em setembro deste ano. Ele era natural do Rio Grande do Sul e dava aulas no Instituto de Química e Biotecnologia (IQB) da Ufal. O corpo dele foi encontrado cabonizado dentro do carro. Dois irmãos chegaram a ser presos, mas foram liberados depois por não terem envolvimento com crime.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos presos agora foram identificados como Thiago Anderson Lima da Silva, 30; Anderson da Silva Lima, 29; Luis Fernando Gonçalves de Oliveira, 24; e Fabiano da Silva Rocha, 27. Embora presos, a polícia ainda não sabe exatamente qual a participação de cada um no crime. Todos negam o homicídio.

O delegado responsável pelo caso, Filipe Caldas, afirmou que conseguiu chegar aos suspeitos através das câmeras de videomonitoramento da Ufal. Quando o primeiro foi preso, indicou os outros suspeitos.

“A polícia conseguiu identificar um veículo que estava seguindo o carro do professor Daniel Thiele pouco antes do crime. Após investigações, foi possível encontrar o dono do veículo, Thiago Lima da Silva, e o prendemos em flagrante”, explicou o delegado.

Caldas também informou que alguns mandados de prisão ainda estão em aberto e que a investigação não está completamente concluída. Os suspeitos foram indiciados por latrocínio, ocultação de cadáver e organização criminosa.

Ainda segundo o delegado, Thiago Lima da Silva também é suspeito de participar de um assalto no Conjunto Santo Eduardo, quando um casal foi baleado.

Organização criminosa
Além destes suspeitos, outros quatro foram presos em flagrante por envolvimento em diversos crimes como tráfico de drogas, roubo e furto de veículos.

Foram identificados como Jaciano Moreira dos Santos, 30; Marcos Vinicius Santos de Oliveira, 23; Paulo Henrique Fernando Bezerra, 24; e Eliseu Ramos da Silva, 19. A polícia informou que eles fazem parte da mesma organização dos quatro presos envolvidos na morte do professor. Todos alegaram não ter envolvimento com a organização.

g1

24/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *