Preso acusado de matar mulher a golpes de faca em Olivença, no Sertão alagoano

acusadoO delegado Fábio Costa, regional de Santana do Ipanema (2ª DRP), informou, na manhã deste sábado (11), que o responsável pelo homicídio de Rosilene Oliveira Silva, de 42 anos já está preso. O crime ocorreu, por volta das 2h, da madruga dessa sexta-feira (10), no município de Olivença, Sertão de Alagoas.

Trata-se de João Oliveira Silva Filho, de 45 anos, que matou Rosilene, sua prima, a golpes de faca, na cozinha da residência da vítima, não dando a menor chance de defesa.

De acordo com o delegado Fábio Costa, o motivo do crime é que João Filho mantinha uma namorada em sua residência contra a vontade da mesma, e Rosilene que era contrária a situação vivida pela jovem, de nome Sueli, estava tentando ajudar a mesma a se livrar daquela condição de privação de sua liberdade.

“Ao saber da intenção de Rosilene, o acusado ficou enfurecido, entrou na residência da vítima com o rosto coberto e a assassinou friamente. O crime foi premeditado”, destacou o delegado Fábio.

Após cometer o homicídio, João Filho pegou a jovem, tida como sua namorada, e fugiu no veículo Punto de cor vermelha, pois sabia que os policiais civis de Alagoas estavam em diligência para prendê-lo.

Durante a fuga o veículo guiado por João Filho capotou, a jovem aproveitou e escapou do acusado, chegando à delegacia de Itaberaba, no interior da Bahia, relatando o ocorrido.

Num processo de integração, os policiais civis baianos mantiveram contato com a Polícia Civil de Alagoas, e receberam informações sobre o acusado, por meio da equipe de Olho D’Água das Flores, de plantão na regional de Santana do Ipanema.

“Ao ser preso, João Filho confessou o crime. O perfeito entrosamento e a troca de informações entre a equipe da delegacia de Olho D’Água das Flores, de plantão na regional de Santana, e a de Itaberaba, foi fundamental para a completa elucidação do caso”, ressaltou o delegado Fábio Costa.

De acordo com o delegado, que também responde pela delegacia de Olivença, e concluirá o inquérito policial, João Filho será autuado por cárcere privado, sequestro e pelo homicídio de Rosilene, que era sua prima.

Fábio Costa relatou ainda que o acusado tinha um comportamento estranho, pois de acordo com testemunhas, não se deixava fotografar, não tinha emprego e possuía o veículo da marca Punto. A Polícia Civil investiga a suspeita dele estar envolvido com o tráfico de drogas.

“João Filho será recambiado para a Alagoas, onde ficará preso a disposição da Justiça alagoana”, concluiu a autoridade policial.

Fonte: PC/AL