Polícia Civil inicia padronização operacional e administrativa em delegacias

A Polícia Civil de Alagoas iniciou um amplo processo de padronização operacional e administrativa, com o objetivo de melhorar ainda mais e tornar mais eficiente o atendimento à sociedade, com a ampliação de policiais engajados em sua atividade-fim, que é a investigação.

Uma das medidas, estabelecidas a partir de detalhado estudo, será a mudança de horário na Delegacia Geral, no bairro de Jacarecica, que passa a funcionar das 8h às 14h, a partir do próximo dia 20 de março. Com isso, cerca de 70 policiais civis serão deslocados da atividade administrativa na sede da DGPC para delegacias e outras unidades da instituição, reduzindo a deficiência de efetivo nas referidas unidades.

“A mudança de horário e consequente deslocamento de pessoal irá otimizar o trabalho-fim da Polícia Civil, com aumento de policiais nas delegacias”, afirmou o delegado-geral Paulo Cerqueira.

Ao mesmo tempo, providências estão sendo efetivadas com a finalidade de equilibrar o número de policiais civis entre os distritos e especializadas, oferecendo um real padrão em termos de quantitativos.

A redistribuição do efetivo entre as delegacias da capital e do interior do Estado já começou, incialmente alcançando a Gerência de Polícia Judiciária da Região 1 (DPJ-1), já tendo sido, inclusive, publicadas as portarias no Diário Oficial do Estado, edições de segunda (12) e terça-feira (13), fazendo o remanejamento de pessoal.

O delegado-geral adiantou que será criada ainda a Central de Flagrantes II, com efetivo próprio, possibilitando que as delegacias da Capital e Região Metropolitana não tenham mais a necessidade de dar plantões.

Com a obrigatoriedade dos plantões, essas delegacias tinham que deixar de funcionar por uma média de dois dias consecutivos. Agora, elas poderão atender à população ininterruptamente, de segunda a sexta-feira.

Na manhã desta quarta-feira (14), o delegado-geral Paulo Cerqueira recebeu vários delegados de distritais e especializadas em seu gabinete, para tratar de diversos assuntos, entre eles a reestruturação que está sendo implementada na Polícia Civil alagoana.

Segundo decisão da direção-geral da PC, em breve, a Central de Polícia de Arapiraca também terá uma equipe fixa, com os mesmos efeitos positivos para as delegacias distritais e especializadas daquela cidade, em relação a não obrigatoriedade dos plantões. Também será criada uma equipe permanente para as audiências de custódia e transferência de presos.

“Com todas essas medidas, temos certeza de que não apenas a instituição sai ganhando em termos de operacionalidade, mas, também a população alagoana, que passa a ter uma Polícia Civil mais eficiente, com um número maior de policiais em sua atividade-fim”, afirmou o delegado-geral, ao ressaltar o compromisso com a Governo do Estado.

Ascom – 15/03/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *