Pacientes do Centro Psiquiátrico Judiciário terão atendimento a partir desta quarta

Parceria entre Seris e Uncisal irá intensificar processo de reabilitação dos internos que cumprem medidas de segurança, evitando a prática de crimes

Os participantes irão trabalhar com a alegria através da expressão corporal todas as quartas-feiras no CPJ. Jorge Santos
Os participantes irão trabalhar com a alegria através da expressão corporal todas as quartas-feiras no CPJ. Jorge Santos

Uma importante ação promete levar serviços diferenciados aos pacientes do Centro Psiquiátrico Judiciário (CPJ) Pedro Marinho Suruagy, situado no sistema prisional, em Maceió. A partir desta quarta-feira (27), os alunos Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) irão sair da teoria para colocar seus conhecimentos teóricos em prática, melhorando a vida dos pacientes do CPJ com atendimentos individuais.

Graças a uma parceria firmada entre a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e a coordenação do curso de Terapia Ocupacional da Uncisal, dezenas de estudantes do 4° período daquela instituição farão atividades de reabilitação psico-social, com processos criativos e terapêuticos. Serão analisadas perspectivas futuras e, posteriormente, traçado um plano para que os internos sejam inseridos na sociedade de modo harmônico.

De acordo com a professora doutora Mara Cristina Ribeiro, os participantes irão trabalhar com a alegria através da expressão corporal todas as quartas-feiras no CPJ. “Fizemos um levantamento qualitativo, analisamos a história de vida e as características dos pacientes. Agora vamos levar ações com foco na reabilitação. Os alunos estão empolgados com o projeto no Centro Psiquiátrico. Não tenho dúvidas que essa vivência prática será especial”.

O chefe do Centro Psiquiátrico Judiciário, Hélder Rodrigues, fala da importância do acolhimento no tratamento dos pacientes. “Aqui na unidade focamos na relação inter-pessoal, buscando facilitar a convivência dos internos com a sociedade. Com o apoio da Uncisal teremos mais um vetor para ofertar um ambiente harmônico, melhorando a qualidade de vida e evitando que crimes sejam cometidos após o cumprimento das medidas de segurança”.

Victor Costa – Agência Alagoas