Ministério do Turismo lança guia com dicas para turistas idosos

Até março do ano que vem, cerca de 25,4% dos brasileiros com mais de 60 anos viajarão pelo Brasil
turista-idoso-771x515
Foto: Creative Commons

O Ministério do Turismo divulgou que, até março do ano que vem, 25,4% dos brasileiros com mais de 60 anos viajarão pelo Brasil, calculo realizado a partir da quantidade de 23,5 milhões de pessoas do País que estão incluídas nesta faixa etária. Por isso, para não desperdiçar esta demanda, hoteis, pontos turísticos e transportes estão cada vez mais preparados para atender a este público específico.

A pesquisa “Sondagem do Consumidor”, de agosto de 2016, mostrou que 25,4% dos brasileiros acima dos 60 anos pretendia viajar entre setembro deste ano e março do ano que vem, e que 59,9% destes escolheriam destinos domésticos. Durante as viagens, 84% dos turistas desta faixa etária tem optado por passeios acompanhados, e apenas 15% afirmam que viajam sozinhos.

“Para o mercado, é muito interessante termos esse segmento cada vez mais ativo. É um segmento turístico, a exemplo das pessoas com deficiência, que demanda um atendimento diferenciado. Essa cartilha contém dicas valiosas para atender bem o turista idoso”, ressaltou a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo na ocasião, Teté Bezerra.

Avaliando estes dados, o Ministério do Turismo lançou a cartilha “Dicas Para Atender Bem Turistas Idosos”. No material, eles enfatizam que o público idosos possui flexibilidade na administração de seu tempo livre, podendo estimular o turismo em períodos de baixa temporada e reduzir o efeito da sazonalidade. Além disso, enfatizam que o número de internautas cresceu quase 1.000% nos últimos oito anos, principalmente na região Sudeste, o que possibilita a compra de serviços turísticos online.

VANTAGENS
Os idosos têm vantagens para transporte interestaduais. O acesso à gratuidade ou ao desconto de, no mínimo, 50% no valor das passagens interestaduais de ônibus, trens ou barcos, é garantido pelo Estatuto do Idoso. Pela lei, as empresas de transporte coletivo devem reservar duas vagas gratuitas por veículo para idosos com renda igual ou inferior a dois salários mínimos.

Para isso, é necessário portar a Carteira do Idoso, documento que deve ser obtido no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do município. Também para obter o benefício, é necessário reservar esta passagem com antecedência. O Ministério do Turismo ainda afirma que mesmo com a vantagem, as viagens de avião seguem como principal meio de locomoção de idosos turistas no Brasil, atendendo a 73,3% dos viajantes, seguido de automóvel, com 16,8%, e ônibus, com 6,2%.

Hotéis e pousadas são os meios de hospedagem favoritos, representando a escolha de 64,8% dos viajantes, seguido da casa de parentes e amigos, que é 27%. Nesta questão, os idosos conseguiam obter descontos em hospedagens e pacotes turísticos por meio do programa “Viaja Mais Melhor Idade”. Até o fim de 2015 foram oferecidas mais de 500 ofertas, para 95 destinos brasileiros. Entretanto, a ação foi cancelada pelo novo governo brasileiro em setembro desse ano.

liberal.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *