Médicos cubanos abandonam postos de trabalho no interior de AL

policiafederal
O Ministério Público e a Polícia Federal foram acionados pela Secretaria de Saúde dos municípios de Piaçabuçu e Feliz Deserto, no Litoral Sul do estado de Alagoas, após três profissionais cubanos do programa “Mais Médicos” abandonarem seus postos de trabalho.

A reportagem do CadaMinuto entrou em contato com o secretário de saúde de Feliz Deserto, Rosiwellinghton Tavares, que informou que o médico identificado como Ariel Hernandéz Moren falou com o coordenador do posto de saúde onde informou seu desligamento da unidade. ”Ariel trabalhava há dois anos na unidade Rubens Wanderley, na Zona Rural. Ele comunicou ao coordenador e disse que iria embora. Isto aconteceu na tarde de ontem”, comentou.

Ainda de acordo com o secretário, o médico não deu explicações sobre por qual motivo estaria deixando o posto de saúde. “Não sei se ele voltou para Cuba”, ressaltou.

Um ofício foi enviado para a Polícia Federal, Ministério da Saúde e à Secretaria de Saúde do Estado para comunicar que o médico não trabalha mais na unidade.

Já no município de Piaçabuçu, a situação não é diferente. Duas médicas cubanas ligadas ao programa estão desaparecidas. Tentamos contato com a secretaria de saúde de Piaçabuçu, mas até a publicação desta matéria não conseguimos falar com a secretária.

Cada MInuto