Marechal Deodoro: missão de Cacau será resgatar a educação entre as piores de Alagoas

Cacau com o senador Renan e o deputado estadual Sergio Toledo
Cacau com o senador Renan e o deputado estadual Sergio Toledo

Marechal Deodoro (AL) – EXCLUSIVO: Os prefeitos eleitos e reeleitos iniciarão suas gestões em janeiro com um grande desafio: o IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que será aferido já em 2017. Uma situação vergonhosa é a histórica cidade de Marechal Deodoro que nos últimos anos obteve resultados abaixo da meta projeta pelo Ministério da Educação e no último resultado ficou em 62º lugar dentre os 102 municípios alagoanos.

Os dados estão disponíveis no portal do INEP/MEC onde apresenta que Marechal Deodoro ficou atrás de municípios bem menores como Jequiá da Praia (que tem o melhor Ideb do estado), Pindoba, Belém, Branquinha e Palestina. Se comparado com municípios do mesmo porte a situação de Marechal Deodoro é ainda mais complicada, pois ficou muito atrás de Coruripe, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Palmeira dos Índios e União dos Palmares.  A terra do Proclamador da República está entre a pior educação do Brasil, com índices alarmantes e que necessitam serem revertidos já no próximo ano.

A missão do prefeito eleito Cacau é resgatar a autoestima dos profissionais da educação e dos alunos, garantindo um novo tempo com oportunidades para todos, visto que Marechal Deodoro tem um grande potencial de desenvolvimento.

A frustrante gestão de Cristiano Matheus com a ex-secretária municipal de Educação, Flávia Célia, resultou numa investigação do Ministério Público Federal que descobriu um suposto esquema de corrupção com desvio de verbas na educação municipal lesando os cofres públicos.

Greves dos trabalhadores da educação e escolas sucateadas marcam os últimos meses da denunciada gestão de Cristiano Matheus fato que levou o povo deodorense a gritar por mudança derrotando ele e seu grupo político.

Descartado

Após todos os desmandos a frente da Prefeitura de Marechal Deodoro o prefeito afastado Cristiano Matheus tem se articulado para conquistar um espaço no Governo do estado de Alagoas como secretário de estado e já foi totalmente descartado pelo governador Renan Filho toda e qualquer cogitação.

Sem mandado e sem imunidade os processos de Cristiano Matheus serão julgados na primeira instância, e em tempos de lava jato isso tem tirado o sono do menino de Pão de Açúcar.

bernardino-assinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *