Juventude Empreendedora recebe apoio de mais cinco prefeituras de Alagoas

Prefeitos manifestaram interesse ao projeto em visita a Secretaria de Trabalho

6d411d626cf60cd9f3cc24b8fc97f5c0_L

O secretário Joaquim Brito, recebeu a visita de cinco prefeitos municipais na sede da Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego (Sete).

Na ocasião, eles manifestaram o interesse em participar do projeto Juventude Empreendedora e discutiram sobre o procedimento de instalar um tele centro nas suas respectivas cidades.

O espaço com acesso a internet é a contrapartida da Prefeitura para que a Sete possa colocar os computadores e iniciar o curso de empreendedorismo ao jovem.

Para o gestor da pasta do trabalho, essas parcerias são importantes para difundir e consolidar o projeto no interior de Alagoas.

“O intuito do Governo de Alagoas é dar oportunidade a juventude de todo o Estado e a participação das Prefeituras é fundamental para alcançarmos esse objetivo”, declarou Joaquim.

Passaram pela Sete os prefeitos de Pindoba, Maxuel Tenório; de Batalha, Aloisio Rodrigues; de Campestre, Gilmar de Oliveira; de Santa Luzia do Norte, João Pereira e de Inhapi, Zé Cícero.

Projeto

O projeto vai selecionar cinco mil jovens que receberão capacitação de 160 horas em empreendedorismo. Visa dá oportunidade ao jovem se tornar dono do próprio negócio ampliando as condições de crescimento na renda e na realização pessoal.

Os jovens serão selecionados entre 18 a 29 anos de todo o Estado. Para participar, o candidato deve ter o ensino médio completo.

Após a fase de seleção, os jovens vão participar de uma capacitação e qualificação em empreendedorismo. Em seguida, eles deverão apresentar um plano de negócio de acordo com a realidade de cada um. 10% desses planos de negócios serão escolhidos por uma comissão nomeada pela Secretaria do Trabalho.

Cerca de 500 projetos mais viáveis receberão assistência técnica por meio do Sebrae Empreendedor Individual (SEI)  e vão receber por parte da Agência de Fomento do Estado (Desenvolve) um aporte financeiro a partir de R$ 800 até R$ 15 mil reais, que seja necessário para o negócio.

Pinehas Furtado – Agência Alagoas

21/07/16