IMA multa e embarga loteamento na Praia do Saco

Fiscais do órgão foram ao local e constataram supressão de vegetação sem autorização ambiental

8d051c50f2d742b76ac53f21a832c021_L

Técnicos do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA), em ação com o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), estiveram na terça-feira (19), no município de Marechal Deodoro, atendendo denúncias sobre a obra de um loteamento que estaria desmatando árvores nativas.

Os fiscais constataram a supressão que seria para obras de melhoramento e aberturas das vias de acesso. Representantes da prefeitura municipal apresentaram-se como responsáveis, mas outras pessoas também foram encontradas na obra prestando serviços para a empresa responsável pelo loteamento.

Na ocasião, os responsáveis pelo loteamento apresentaram licença emitida pelo IMA. Mas, tanto a prefeitura quanto a empresa proprietária, não foram autorizadas a iniciar e realizar a supressão, sendo ambas autuadas no valor de R$ 260 mil.

Técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Natural (Iphan), que também participaram da ação, afirmam que já haviam embargado a obra na semana anterior por danos em área de pesquisa arqueológica, cujo processo é alvo de inquérito na Polícia Federal.

Representantes da prefeitura e do loteamento deverão apresentar defesa e esclarecimento ao IMA. O Instituto informou que as partes deverão discutir adaptações no projeto do empreendimento.

Klaus Roger – Agência Alagoas

20/07/16