I Congresso Internacional de Culturas Negras debate racismo e representatividade

Março é um mês de lutas importantes. Tornou-se sinônimo de discussões pontuais sobre a presença da mulher e do negro na sociedade. É nesse mês que debates sobre representatividade e ascensão se intensificam. Março é período para conversar sobre dívidas históricas.

Nesse âmbito, a Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) participa e apoia o I Congresso Internacional de Culturas Negras, que acontece no dia 20 de março, das 8h às 18h, na sala Ponta Verde, no Centro Cultural e de Exposições, em Jaraguá.

Realizado pelo Instituto Raízes da África, o evento tem inscrição gratuita e oferece certificação de 8 horas. O objetivo é possibilitar o diálogo. O congresso funciona como um lembrete. O grande homenageado é um ícone da cultura negra no país. Abdias Nascimento [1914 – 2001] e seus estudos sobre Quilombismo e a Serra da Barriga são a principal pauta.

“Abdias foi o primeiro senador negro que tivemos. Foi um grande ativista político. Ele ampliou a luta revolucionária negra e a levou para as universidades. Foi ator, poeta, dramaturgo, artista e professor”, explica a coordenadora do instituto, Arísia Barros.

Vale ressaltar que o evento está inserido na ação global  ‘Os 5 Dias de Ativismo Contra o Racismo e Outras Formas de Discriminação”, que acontece em todo o mundo entre os dias 19 e 23 de março.

Segundo Arísia Barros, o encontro ressalta, também, o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, que acontece no dia 21 deste mês. “A ideia aqui é ir além do março da mulher, dessa mulher universal. Queremos trazer para o aspecto local e perceber que o machismo asfixia a ascensão da mulher; queremos possibilitar essa roda de conversa para o crescimento e a evolução e conversar sobre o racismo e genocídio sistemáticos”, enfatizou.

São presenças confirmadas no evento, a pesquisadora de tradições afro-brasileiras e produtora cultural do projeto Empoderadas Maitê Freitas (SP), o mestre em Sociologia pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Carlos Martins (AL), e a cineasta e coordenadora do Parque Memorial Quilombo dos Palmares, Patrícia Irazabal Mourão.

Também apoiam o evento o Gabinete Civil do Governo do Estado, e as secretarias de Estado da Cultura, de Assistência e Desenvolvimento Social, de Prevenção à Violência, de Ressocialização e Inclusão Social e de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Para se inscrever no I Congresso Internacional de Culturas Negras basta enviar um e-mail com nome, instituição e número de celular para o email [email protected]. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (82) 9.8827-3656.

Ascom – 08/03/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *