Homem furta carro, é perseguido pela PM, bate em árvore e morre em SC

Motorista de 35 anos pegou carro em concessionária no Norte do estado. Ele foi capturado consciente, mas teve uma parada respiratória, diz PM.

ama-696x392_wl9dj5j

Um homem de 35 anos morreu ao ter uma parada respiratória após bater em uma árvore com um carro furtado na tarde de terça-feira (22), informou a Polícia Militar. Segundo a PM, ele havia roubado o veículo de uma concessionário em São Bento do Sul e foi perseguido pelos policiais até Campo Alegre, cidades no Norte de Santa Catarina

De acordo com a Polícia Militar, o caso ocorreu por volta das 15h30. O homem foi até uma concessionária e, ao ver uma caminhonete Amarok com a chave na ignição, furtou o veículo.

A Polícia Militar de São Bento do Sul foi comunicada da ocorrência e acionou a PM de cidades vizinhas. No trevo da cidade de Campo Alegre, o veículo foi avistado e a polícia realizou uma barreira. O motorista furou a blitz e os policiais o perseguiram.

Na SC-418, próximo ao km1, na localidade de Laranjeiras em Campo Alegre, o homem perdeu o controle do carro e bateu contra uma árvore. De acordo com a PM, o veículo teve apenas a parte da frente danificada.

O homem ainda tentou fugir para o matagal próximo ao local, mas foi capturado pela polícia. Consciente, ele contou aos policiais que era de Minas Gerais e que pretendia levar o veículo até Florianópolis.

Segundo a Polícia Militar, quando a viatura da inteligência da polícia chegou ao local o homem começou a sofrer uma parada cardíaca. Os policiais ainda realizaram massagem cardíaca até a chegada dos bombeiros.

A vítima morreu no Hospital São Luiz, de Campo Alegre. Segundo a PM, a família de Minas Gerais entrou em contato com o Instituto Médico Legal na quarta (23) para identificar o homem. Ele também possuía passagens por roubo em São José dos Pinhais, no Paraná.

O G1 não conseguiu contato com o IML de São Bento do Sul e o Hospital São Luiz na manhã desta quinta-feira (24).

g1

24/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *