Governo lança obras do Eixo Quartel nesta quinta-feira (28)

Eixo Quartel terá cerca de seis quilômetros de cumprimento e servirá de alternativa viária à Avenida Fernandes Lima

3f9c13ef2606b2a17c2bd56bfd33a012_XL
Os dois eixos viários terão o formato de binários – duas vias paralelas, de mão única e sentido contrário. Neno Canuto

O congestionamento na Avenida Fernandes Lima é um problema conhecido dos maceioenses. A Secretaria de Transporte de Desenvolvimento Urbano trabalha em projetos que visam transformar os espaços urbanos, promovendo mobilidade e qualidade de vida à população. É o caso da construção do Eixo Quartel que, após sessenta dias da concessão do terreno pelo o Exército Brasileiro, o governo de Alagoas dará início à obra, na próxima quinta-feira, 28. O governador Renan Filho e o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, assinam a ordem de serviço, às 09 horas, no 59º Batalhão de Infantaria Motorizada, no bairro Farol.

O Eixo Quartel terá cerca de seis quilômetros de cumprimento, com início na Rua Marieta Lages, no bairro do Farol, próximo a Super Pizza, estendendo-se até a Rua Ranildo Cavalcante, na Gruta, por trás do Hospital do Açúcar, tornando-se uma nova alternativa de circulação viária no sentido Sul/Norte e Leste da região Metropolitana de Maceió.

A implantação de eixos viários paralelos à avenida – Eixo Quartel e Cepa – foi a solução encontrada pela equipe de planejamento da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), liderada pelo engenheiro e gestor da pasta, Mosart Amaral.

“O início das obras do Eixo Quartel, dentro do prazo pré-estabelecido pelo governador Renan Filho, mostra o quanto nós, enquanto gestão pública estamos empenhados em promover essas obras de mobilidade urbana em Maceió. Elas irão desafogar o trânsito na principais avenida da cidade, Fernandes Lima, facilitando a vida de quem trafega por essa via diariamente”, conta o secretário Mosart Amaral.

Os dois eixos viários terão o formato de binários – duas vias paralelas, de mão única e sentido contrário – e irão servir como vias de escoamento do trânsito para a otimização do tráfego na área, uma medida que facilitará significativamente a vida e a rotina de quem depende da Fernandes Lima como principal via de acesso, permitindo com que a população possa escolher qualquer um deles para se conectar com as partes baixa e alta da cidade.

Já em relação ao Eixo Cepa, a ordem de serviço será assinada nos próximos quinze dias. Este, por sua vez, terá cerca de nove quilômetros de extensão. O binário terá início no Ibama, no bairro da Gruta,  se estendo até as ruas Frei Caneca e Luiz de Mascarenhas, no Farol, próximo a ladeiro do Teobaldo. Em seu trajeto, o eixo Cepa conecta as regiões Norte/Sul e Oeste da cidade.

As obras dos eixos devem durar cerca de três meses, cada um. Além de servirem como vias opcionais, os binários fazem parte também das obras preliminares que antecedem a implantação do VLT – que será localizado na Fernandes Lima. Isso acontece para que os transtornos que serão causados pela obra do VLT sejam os menores possíveis, explica Mosart.

“Estamos vivenciando um momento de crise, mas o VLT é um projeto no qual estamos colocando todo o empenho possível para que venha ser uma realidade para nossa capital. Enquanto batalhamos pela viabilidade da obra do VLT, precisamos deixar a cidade pronta para recebê-lo assim que o recurso for assegurado. Os transtornos existirão, mas estamos garantindo desde já que sejam mínimos através da criação dessas vias paralelas”, disse o gestor.

Thiago Tarelli – Agência Alagoas