Emater discute plano de ação com secretarias municipais de agricultura

Em reunião com secretarias municipais de agricultura, Instituto apresentou proposta de termo de cooperação para otimização dos serviços

Foram discutidos temas como: implantação do Programa da Agricultura Familiar (PAF) nos municípios, incentivo à criação de tilápias através da distribuição de alevinos, formalização de associações e cooperativas. Divulgação
Foram discutidos temas como: implantação do Programa da Agricultura Familiar (PAF) nos municípios, incentivo à criação de tilápias através da distribuição de alevinos, formalização de associações e cooperativas. Divulgação

O Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater-AL), realizou, nesta terça-feira, 26, por meio da gerência regional da Grande Mata Alagoana e regional Metropolitana, reunião com gestores e representantes de dez secretarias municipais de agricultura das regiões da grande mata alagoana e metropolitana.

O objetivo, segundo o gerente da Emater-AL na Grande Mata Alagoana, Moisés Leandro Silva, é ampliar e otimizar o atendimento e o serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para essas localidades, através de um trabalho em conjunto entre os órgãos estaduais e municipais.

“Avaliamos de forma positiva reunião a reunião. Os secretários puderam apresentar as suas demandas e perspectivas e expectativas para ATER e nesse sentido, distribuímos as responsabilidades e competências, com um planejamento em comum e  nivelamento de informações. Não é um trabalho pontual, mas sim um processo onde vamos identificando o que cada parte deve fazer”, explica o gerente.

?????????????

Na oportunidade, os gestores conheceram ainda a proposta de termo de cooperação para a realização de parceria entre Emater e os municípios. “Solicitamos que os municípios manifestem interesse oficialmente para Emater ou a Seagri e, a partir daí, nós organizamos um plano de ação, de trabalho em que se pode atuar ora com a equipe da Emater, ora com as secretarias disponibilizando um ou mais profissionais, com um apoio de logística para esse trabalho. O plano de trabalho é o instrumento prático como um objetivo de gestão entre as duas partes que dá a possibilidade de dar melhor atendimento aos agricultores familiares”.

O gerente de políticas públicas da agricultura familiar da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), Jorge Santana, também apresentou as propostas do órgão voltadas para o pequeno produtor.

“Discutimos a implantação do Programa da Agricultura Familiar (PAF) nos municípios, incentivo à criação de tilápias através da distribuição de alevinos, formalização de associações e cooperativas. É importante que a Seagri, a Emater as secretarias municipais possam somar forças para ter realmente uma agricultura familiar forte em Alagoas”, destacou.

Participaram da reunião, representantes das secretarias municipais de São Miguel dos Milagres, São Miguel dos Campos, Campestre, Novo Lino, Santa Luzia do Norte, Barra de Santo Antônio, Jundiá, Ibateguara, Joaquim Gomes e Branquinha.

Vinícius Rocha –  Agência Alagoas