Com 10 e gol no fim, Cruzeiro arranca empate com Santos e ajuda o Palmeiras

Com 10 e gol no fim, Cruzeiro arranca empate com Santos e ajuda o Palmeiras

aakxt8h-img

O Santos praticamente deu adeus às chances de título do Brasileiro. O time alvinegro saiu atrás do Cruzeiro no Mineirão, conseguiu virar com dois de Ricardo Oliveira e, mesmo com um jogador a mais, acabou cedendo o empate em 2 a 2 no último momento.

Com o resultado, o Santos tem 68 pontos, ainda com chances matemáticas de levantar o troféu, embora seis pontos atrás do Palmeiras, que venceu neste domingo. Já o time celeste fica 48 pontos, na 12ª posição na tabela.

Arrascaeta coloca Santos em situação difícil

Ao contrário das expectativas, Cruzeiro e Santos começaram a partida em ritmo lento, como se pouco tivesse em jogo, com toques para o lado e longas pausas a cada bola parada. Foram 15 minutos de aquecimento antes dos dois times realmente começarem a colocar velocidade em campo.

Vitor Bueno deu início as emoções ao penetrar na área e bater fraco na saída de Rafael, perdendo a primeira boa oportunidade do jogo. O Cruzeiro respondeu de imediato com batida de primeira de Robinho da quina da área, pela direita, com a bola balançando a rede pela lateral externa: um susto para Vanderlei.

Com 21 minutos, Arrascaeta brigou pela bola na área com Zeca e Fabián Noguera e acabou por levar a melhor. Com muito espaço, o meia bateu rasteiro e sem chance de defesa.

O gol abalou o Santos, que foi para o intervalo satisfeito com o 1 a 0. Poderia ter sido muito pior. Vanderlei impediu o segundo gol de Arrascaeta aos 30 minutos, depois do meia driblar David Braz e Noguera e finalizar a queima-roupa. Léo Cittadini entrou ainda no primeiro tempo no lugar de Noguera em tentativa de Dorival Júnior de mudar o jogo.

Mal começou o segundo tempo e o Cruzeiro deu o empate de presente para o Santos. Lucas Romero recuou errado e Ricardo Oliveira aproveitou para tirar de Rafael e fazer o 1 a 1.

Com 15 minutos, mais um erro do Cruzeiro acabou por custar caro. Copete avançou em direção ao gol, Romero tentou tirar de carrinho e acabou por derrubar o atacante. Ricardo Oliveira cobrou a penalidade de forma certeira e virou a partida.

Com a virada, o Cruzeiro voltou a buscar mais o ataque, mas desta vez encontrou um Santos mais organizado que na primeira etapa. Quando conseguiu entrar na área, Vanderlei cumpriu seu dever, como em cabeçada de Manoel, aos 31 minutos.

Aos 35 minutos, Arrascaeta entrou de carrinho frontal em Thiago Maia e recebeu o vermelho direto. A expulsão parecia o golpe final em um segundo tempo ruim para o time celeste, mas o jogo reservaria mais emoções.

Aos 44 minutos, em cobrança de falta da esquerda, Bryan levantou na área e Manoel subiu livre no meio, em posição de impedimento, para cabecear no canto e empatar a partida. Comemoração do torcedor celeste e do torcedor alviverde, com o Palmeiras mais próximo do título.

msn

20/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *