Caco Barcellos é hostilizado, agredido e expulso de manifestação no RJ

Caco Barcellos é hostilizado, agredido e expulso de manifestação no RJ

16nov2016-caco-barcellos-1479336461300_615x300

O repórter da TV Globo Caco Barcellos foi agredido por manifestantes em frente à Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), na tarde desta quarta-feira (16). A informação foi confirmada pela própria TV Globo.

Segundo a emissora, Caco e a sua equipe estavam preparando uma reportagem para o “Profissão Repórter”, quando foram abordados, hostilizados e agredidos por “alguns manifestantes”. Um cone e várias garrafas foram jogados contra os profissionais, além de palavras de ordem como “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo”.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV, a Associação Nacional de Jornais e a Associação de Editores de Revistas repudiaram o ato de violência contra a equipe da Globo.

O protesto contra o pacote de austeridade fiscal no Estado, que os deputados estaduais discutem na Alerj, teve confronto durante a manhã.

Dois grupos de manifestantes se desentenderam e após a derrubada de uma grade que isolava a Alerj, a polícia reagiu com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo; ao menos 15 pessoas ficaram feridas.

Em 2013, Caco Barcellos, que já tinha sido hostilizado por manifestantes em São Paulo, foi um dos cerca de 150 jornalistas que firmaram um abaixo-assinado reclamando da violência contra os profissionais de imprensa.

bol

16/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *