Brasileiro cresceu, mas continua com estatura baixa

Segundo um novo estudo, o homem brasileiro tem, em média, 1,73 m, e a mulher, 1,60 m. Os homens holandeses, por exemplo, medem 1,82 m

Segundo a pesquisa "Um Século de Tendências na Altura Humana", em geral, homens e mulheres do mundo todo ficaram mais altos no último século. O homem do Irã e a mulher da Coreia do Sul registraram o maior salto na altura, crescendo uma média de 16 cm e 20 cm, respectivamente.
Segundo a pesquisa “Um Século de Tendências na Altura Humana”, em geral, homens e mulheres do mundo todo ficaram mais altos no último século. O homem do Irã e a mulher da Coreia do Sul registraram o maior salto na altura, crescendo uma média de 16 cm e 20 cm, respectivamente.

Em 100 anos, entre 1914 e 2014, o brasileiro cresceu 8,6 cm, mas continua baixinho em relação às outras nacionalidades. De acordo com uma pesquisa publicada nesta terça-feira, na revista científica e Life, o homem brasileiro tem, em média, 1,73 m, e a mulher, 1,60 m. Essas medidas colocam o Brasil na 68ª posição para homens – acima de Portugal, México e Chile, e abaixo de Romênia, Argentina e Jamaica – e na 71ª para mulheres, à frente da Turquia, Argentina e China, mas atrás da Espanha, Israel e Inglaterra.

A pesquisa, que mapeou as tendências de crescimento durante um século em 187 países, foi chamada “Um Século de Tendências na Altura Humana” e é resultado do trabalho de mais de 800 cientistas em associação com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para chegar a essas conclusões, o grupo se baseou em quase 1500 fontes, que incluíram dados militares, estudos governamentais sobre saúde e mudanças do modelo na altura das jovens com 18 anos.

veja.abril.com.br

26/07/16