ABSURDO: Prédio abandonado da “Famiglia Giuliano” vira criadouro da zika e amedronta moradores da Ponta Verde

De acordo com os pesquisadores, quanto mais tempo os focos permanecem no local, mais mosquitos vão surgir.

img_20160614_141423034

O local já foi bem frequentado por todos os alagoanos, em formato de castelo e na beira mar num dos locais mais valorizados de Maceió, o “Castelo da Gastronomia”, como era conhecido o prédio onde funcionou o restaurante Spettu’s e Famiglia Giuliano, hoje é só abandono e descaso.

Os moradores da região da Ponta Verde, bairro da orla bastante frequentado também por turistas, reclamam nas redes sociais que o local virou um verdadeiro criadouro de mosquitos transmissores da Zika, Chikungunya e Dengue.

Ocorrem muitos relatos de pessoas da vizinhança que contraíram as doenças transmitidas pelos mosquitos Aedes aegypti e que atribuem ao local a origem da contaminação.

De acordo com os pesquisadores, quanto mais tempo os focos permanecem no local, mais mosquitos vão surgir.

A tendência é que ele encontre um criadouro que mosquitos já foram criados e isso atrai a fêmea com maior eficiência. Com o tempo e o entulho permanecendo, a situação tende a se agravar.

Os sintomas da doença são: febre geralmente baixa, manchas vermelhas no corpo, coceira e, em alguns casos, pode haver vermelhidão nos olhos. Porém, há casos em que a pessoa não sente esses sintomas, mas uma indisposição. Por isso a atenção deve ser redobrada.

Moradores reclamam também que já tentaram diversas vezes entrar em contato com os órgãos de combate ao mosquito, fazendo diversas denúncias, mas que até agora apenas um agente foi ao local e não tomou nenhuma ação concreta para erradicação deste perigoso criadouro.

spettus-antiga-mosquito-2-315x420

spettus-antiga-mosquito-4-315x420

spettus-antiga-mosquito-5-315x420

spettus-antiga-mosquito-6-315x420

spettus-antiga-mosquito-315x420