Motoristas do Uber realizam protesto contra regulamentação

Na tarde desta terça-feira, (8), motoristas cadastrados no aplicativo Uber realizaram um protesto na porta da Câmara de Vereadores, no centro de Maceió. Eles cobravam mudanças no projeto de lei que regulamenta o serviço, enviado pela prefeitura ao Poder Legislativo na semana passada.

Segundo os motoristas, se não houver alterações, a modalidade de transporte de passageiros será comprometida, pois o serviço ofertado atualmente deverá sofrerá um reajuste de 30%. Outro problema seria o aumento do tempo de espera, considerando a redução da frota de carros.

Já os taxistas, que também protestaram em favor da proposta, reforçaram a necessidade do projeto ser aprovado o quanto antes.

O representante do Uber em Alagoas, Cristiano Cavalcante de Araújo, afirma que a categoria é a favor da regulamentação, mas contrária à taxa de R$ 120 que deverá ser paga mensalmente pela empresa. Para os motoristas, este valor torna o sistema inviável.

Os motoristas da Uber também se manifestaram contra a exigência de plotar os carros e a obrigatoriedade de o motorista ser o dono do veículo, que deve ter placa Maceió. Os motoristas alegam que a regulamentação beneficia apenas os taxistas, e que a taxa a ser cobrada mensalmente seja de R$ 80 por mês, que é o valor pago pelos taxistas.

 O vereador Chico Filho, explicou que a taxa mensal deverá ser cobrada da empresa, não dos trabalhadores. Mas os motoristas do Uber temem que a taxa seja revertida ao consumidor, o que acarretaria uma dispensação de clientes.

08/08/2017