Gabriel Medina aciona Justiça para apurar vazamento de vídeo íntimo

Gabriel Medina e sua equipe estão revoltados com o vídeo íntimo que vazou na web, no início da semana. O surfista emitiu um comunicado em que informa que tomará as medidas cabíveis para descobrir os responsáveis pela divulgação do material.

“A assessoria de imprensa do atleta Gabriel Medina afirma que o vídeo vazado na noite desta quarta-feira (3) é antigo, do ano de 2012.A assessoria reforça que os advogados já foram acionados em busca do responsável pelo novo vazamento do vídeo para que as medidas judiciais sejam tomadas para preservar a imagem dos dois envolvidos”, disse a nota.

Uma página na internet publicou o conteúdo em seu Instagram, intitulado Subcelebrities. Entretanto, momentos depois apagou. “Nós vimos em um programa de televisão que eles iriam entrar com algum tipo de processo e resolvemos apagar, até porque antes de postar, outra pessoa que vazou para gente”, afirmaram os responsáveis pela conta ao “Uol”.

No material, que inicialmente foi compartilhado em um perfil secreto do próprio atleta, o famoso aparece deitado, enquanto filma uma mulher de lingerie.

Vale lembrar que desde o Carnaval, quando foi para a casa de Anitta após os dois curtirem um camarote na Marquês de Sapucaí juntos, Medina tem sido apontado como affair da funkeira.

Os pombinhos, inclusive, se encontraram ao menos duas vezes desde a folia carioca. Uma delas em um restaurante em São Paulo, e outra em Los Angeles, nos Estados Unidos, durante a gravação de um clipe.

 05/04/2019